25 de novembro de 2012

 Olá Amores e Amoras!

Quem aí se animou a ler o Cinquenta Tons de Cinza depois que postei a minha opinião AQUI?!

O engraçado é que foi realmente daquela forma que descrevi, quando o Primeiro livro acabou eu senti saudade dos personagens, dos emails, de tudo… era como se eu conhecesse Christian e Anastasia e estivesse sem vê-los.

Lembro-me bem que muita gente me disse que se eu havia gostado do primeiro iria amar muuuuuito mais o segundo que aí sim que iria valer a pena e que eu seria GREY desde criancinha! (risos)

Porém, não foi bem isso que aconteceu. Desculpem as fãs do segundo livro, é apenas a minha opinião. Acredito que o primeiro gerou em mim uma expectativa muito grande, pois realmente me prendeu da primeira a última página.

No segundo eu senti o que tanto os críticos diziam sobre o livro, achei ele arrastado, mal escrito, repetitivo, sem muito conteúdo e uma sucessão de cenas de sexo desnecessárias, bem CONTROL+C e CONTROL+V mesmo.

Criei a expectativa de um amadurecimento do relacionamento dos dois, principalmente da Anastasia e senti que aquele Christian – MACHO, MADURO, AVASSALADOR– caiu no clichê do namorado romântico, chiclete e abobalhado, típico homem apaixonado que não me chama nem um pouco a atenção.

Sabe aquela história de quando você vê casais de namorados assim: “Desliga você! Não… Desliga você!” Bem adolescente… Ficou assim para mim. Aff, tenho diabetes só de ver, não sou romantica assim e gosto de casais que se amam e não precisavam ficar “se lambendo” na frente de todo mundo para demonstrar isso.

Acabei lendo o segundo livro rapidamente também, pois eu queria ver o desenrolar da história e ver onde aquilo iria dar. Claro que existem cenas legais e você se pega rindo e até horas com umas lagriminhas nos olhos, mas, o primeiro ainda me fez amar mais os dois.

O meu terceiro já chegou, ainda estou lendo TODA SUA ( que tem o mesmo estilo de conteúdo e até parece um plágiozinho no início) para depois ler o Cinquenta Tons de Liberdade, mas, acredito que já sei o final mesmo sem ninguém ter me contado, porque o “FELIZ PARA SEMPRE” está claro demais para mim.

Agora, já que quem começou tem que terminar, vamos ler o terceiro…

Mas,  vamos que vamos continuar na leitura!

E você, tem algum livro para me recomendar?

Beijo