13 de fevereiro de 2014

IMG_5976O vinho de hoje é o Catena Malbec. Os vinhos desta família são excelentes. Posso dizer que hoje a maioria dos nossos vinhos favoritos são Catena. Este vinho, em especial, já havíamos tomado em Ouro Preto, MG. Na época este vinho marcou nossa trajetória gastronômica, pois foi o primeiro vinho mais sofisticado que tomamos. A dúvida na época era: vale a pena pagar 80 reais em um vinho? Pois valeu sim.

Post Verso

É lógico que este não é um vinho para o dia a dia, para comer com pizza (se bem que às vezes uma pizza cinco queijos vai bem com ele). Na minha opinião este vinho combina muito bem com pratos mais encorpados, como uma carne, churrasco, molho de queijo.

Post Rótulo

Eu costumo chamar este vinho de cateninha. Vou explicar o porquê. Na Catena (vinho argentino)  existe uma linha de vinhos mais simples, chamada de Alamos. Acima desta linha começam os vinhos mais trabalhados. O vinho que inicia esta linha mais trabalhada é este, que chamo de cateninha. Acima deste vinho vocês vão encontrar vinhos excelentes (não necessariamente nesta ordem), como o DV Catena, Angélica Zapata, Adrianna Zapata, Catena Alta, Alma Negra, Catena Zapata Estiba, Catena Zapata Nicasia, entre outros.

No site BODEGA CATENA ZAPATA vocês encontrarão a história da família. Os nomes Angélica, Adrianna, Nicolas, Domingos Vicente (DV) representam familiares do atual chefe da família, o senhor Nicolás Catena.

Ao tomar o cateninha vocês verão um vermelho escuro intenso, com um gosto amadeirado não muito intenso (vinhos acima do cateninha tem madeira mais intensa). Talvez na primeira taça vocês encontrem um sabor mais alcoólico, mas na segunda, terceira, os sabores e aromas vão se destacar. Com carne combina que nem queijo com goiabada.

Post Prato

Os vinhos desta linha elaboram-se com uvas provenientes de diferentes lotes dos vinhedos da família Catena. Cada vinhedo divide-se em lotes, que se colhem e preparam por separado, para depois integrar o corte ou blend final de cada Catena varietal: Cabernet Sauvignon, Malbec e Chardonnay.

Os vinhos são pontuados segundo especialistas e revistas. Este cateninha recebeu nota 91 (máximo 100), na safra 2011, pela Wine Spectator, que é uma prestigiada revista norte-americana especializada em vinhos. Na opinião de Robert Parker (Parker é o único escritor e comentarista de vinhos a ganhar méritos de honra de dois presidentes, França e Itália, sendo destacados em vários prêmios), este vinho foi pontuado com 91 pontos nas safras 2010, 2009, 2008, 2007, 2006 e 2005.

O cateninha já foi indicado como um dos “100 Melhores Vinhos do Mundo” pela Wine Spectator, um feito surpreendente para um vinho deste preço. Este vinho amadurece em barricas de carvalho francês, sendo 20% novas e americano, sendo 30% novas. Isto dá este sabor moderadamente amaderado que citei.

Na internet vocês podem encontra-lo na Mistral, por 76 reais mais frete. Não compro deste site devido ao frete, que para Itajubá sai por 55 reais. No site Vino Mundi vocês encontrarão este Catena por 73 reais. Para Itajubá o frete sai por 30 reais. Já comprei várias vezes do Vino Mundi e nunca tive problemas.

Nas próximas postagens falaremos de outros Catenas (tinto e branco). Até!

Nota de Vinho

Ass Post Pago

Andreza e Fabiano


.





23 de janeiro de 2014

Olá Pessoal! Andreza e Fabiano: Esse vinho é um vinho do tipo TOP, se vai ter um jantar e quer impressionar essa é a garrafa. A uva Carménère é uma uva original da França, mas hoje já é produzida com estilo no Chile. E neste vinho Marques de Casa Concha – Carmènére você irá sentir como […]



16 de janeiro de 2014

Olá Amores e Amoras! Hoje venho apresentar para vocês um novo colaborador aqui no blog, uma pessoa que irá dar dicas de vinhos e espumantes aqui no blog. E essa pessoa é o meu queridíssimo marido, Fabiano Leal. Juntos vamos contar nossas experiências com vinho. Já quero deixar claro que não somos sommelier, apenas apreciamos muito […]